quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Linfogranuloma o que é?

Doença infecciosa de transmissão exclusivamente sexual
  Conhecida popularmente como “mula”.
  Caracterizada pela presença de  um bulbão inguinal.
§O linfogranuloma Venéreo foi descrito pela primeira vez em 1833 por Walace e definitivamente em 1913 por Nicholas Favre e Duran.
§Em 1940 Rake e colaboradores cutivaram a bactéria Chlamydia Trachomatis  de doentes
O gene da bactéria Chlamydia Trachomatis é constituido de bactérias gram negativas sendo um parasita intracelular obrigatório e comum em Países tropicais e no Brasil ela é uma doença rara.
§É uma infecção crônica causada por uma bactéria Chlamydia Trachomatis, que atinge os genitais e os gânglios da virilha.
§Caracteriza-se pelo aparecimento de uma lesão genital (lesão primária ) que tem curta duração e que se apresenta como uma ulceração ( ferida) ou como uma pápula ( elevação da pele). Esta lesão é passageira (3 a 5 dias) frequentemente não é identificada pelos pacientes, especialmente do sexo feminino.
§Após a cura desta lesão primária, em geral depois de duas a seis semanas , surge o bulbão inguinal que é um inchaço doloroso dos gânglios  de uma das virilhas  ( onde 70% das vezes é de um lado ). Se este bubão não for tratado adequadamente ele evolui para o rompimento espontâneo e formação de fístulas que drenam  secreção purulenta.
§Sua evolução clínica apresenta 3 fases:
·     Primária - No local de penetração do agente etiológico: há aparecimento de pápulas, vesícula, pústula ou erosão fugaz e indolor. No homem, acomete o sulco balanoprepucial, o prepúcio ou meato uretral; na mulher, acomete fúrcula cervical, clitóris, pequenos e grandes lábios.
§ Secundária - Caracteriza-se por adenite inguinal, geralmente unilateral, firme e pouco dolorosa (bubão), que pode ser acompanhada de febre e mal-estar.
§ Terciária - Quando há drenagem de material purulento por vários orifícios no bubão, com ou sem sangue, que, ao envoluir, deixa cicatrizes retraídas ou queloides.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário